As cidades que crescem mais rápido nos Estados Unidos

November 6, 2017

 

 

Para o planejamento internacional de um cliente, estudei alguns projetos de negócios e investimentos nos Estados Unidos, inclusive, alguns com empresas parceiras já conhecidas e testadas, ou seja, com bom histórico de proteção, segurança e rentabilidade. 

 

Durante o trabalho houve uma discussão sobre um assunto muito comum (e complicado) para vários clientes - talvez a grande maioria deles: sobre o “investimento” em casa própria - afinal a maioria dos projetos estudados era sobre investimentos em imóveis.

 

Esse tipo de planejamento adota critérios jurídicos e financeiros, do ponto de vista tributário, sucessório e, claro, da rentabilidade, com análises da proporção risco/retorno de cada negócio para, ao final, traçarmos o plano adequado para cada cliente - tudo bem personalizado. 

 

 

 

Para esse, e vários outros clientes, estava avaliando negócios na Flórida, principal centro turístico e de negócios dos brasileiros nos Estados Unidos.

 

Durante os estudos, gosto de ouvir o programa/podcast de Grant Cardone, um empresário bilionário, consultor, investidor, autor best-seller, palestrante, apresentador de TV, e porque não, o termo da moda: digital influencer, afinal ele é bem ativo nas redes sociais. Grant Cardone é autor de um dos meus livros preferidos sobre comportamento: “10X - A Regra que faz a diferença entre o Sucesso X Fracasso”.

 

 

 

O “Cardone Zone”, seu Podcast, fala sobre negócios, carreira e finanças e é facilmente encontrado nos programas disponíveis para iPhone, Android, etc., 

 

Num dos programas Cardone falou sobre o assunto que disse aqui no início que era complicado: o “investimento” na casa própria.

 

Logo no início, Cardone faz uma pergunta: “Vai comprar uma casa? O que você faria se eu te dissesse que uma casa é um investimento terrível?”

 

Difícil né? 

 

Para ele, comprar uma casa tira sua mobilidade e, do ponto de vista financeiro, nos últimos 100 anos rendeu 1% ao ano (considerando inflação nos EUA, que é historicamente mais baixa que a brasileira) - ou seja, um investimento que engessa o investidor com retornos de 1% ao ano. Obviamente estamos falando da casa em que a pessoa decide morar e não investimentos em projetos imobiliários.

 

Na visão de Cardone, (i) casas são investimentos ruins; (ii) compre coisas que façam dinheiro; (iii) uma casa é despesa; (iv) você precisa ter habilidade de se mover rapidamente atrás de oportunidades. 

 

Ele conclui o raciocínio dizendo: “Se não te dá dinheiro, não compre” - E sim, ele é bem direto nas palavras.

 

Embora trate desse aspecto financeiro da compra da casa, o restante do programa dá mais destaque para outro assunto: a mobilidade.

 

Afinal, se você compra uma casa na Cidade X é porque pretende se morar na cidade X, certo? E é esse o ponto. Em tese, você perde mobilidade, perde a facilidade de se mudar para outras cidades e, resumindo, se você perde mobilidade você perde oportunidades. Principalmente se a casa for financiada onde terá o fator Endividamento como dificultador.

 

Estamos falando de investimentos, logo, estamos falando de oportunidades. 

 

Se você tem a mobilidade defendida por Cardone, para ir atrás de oportunidades, você deve estar disposto a se mudar de cidade, portanto, deve ficar atento a cidades onde apresentam mais oportunidades de trabalho, negócios e investimentos. 

 

A revista Forbes (aquela mesmo que enumera os bilionários) faz uma lista anual das cidades que crescem mais rápido nos Estados Unidos, usando indicadores de riqueza como: crescimento da população; do emprego; dos salários; da produção econômica; e do preço dos imóveis. 

 

A seguir a lista com as 10 principais cidades da lista do início de 2017:

 

 

(Cidade - Estado - População - Referência geográfica)

  1. Cape Coral - Flórida - 180.000 Habitantes -  - 250km a Leste de Miami - Quase a mesma distância de Orlando.

  2. Orlando - Flórida - 278.000 Hab.

  3. Provo - Utah - 117.000 Hab. - 98km da Capital de Utah, Salt Lake City

  4. Deltona - Flórida - 90.000 Hab. - 50km ao Norte de Orlando

  5. Jacksonville - Flórida - 880.000 Hab. - 250km ao Norte de Orlando - A cidade mais populosa da Flórida.

  6. North Port - Flórida - 65.000 Hab. - 240km a Leste de Orlando 

  7. Seattle - Washington -705.000 Hab. -  Não tem nada a ver com a capital americana Washiginton D.C. - Fica 230km ao Sul de Vancouver no Canadá

  8. Tampa - Flórida - 378.000 Hab. - 135km a Leste de Orlando

  9. Portland- Oregon - 640.000 Hab. - 280km ao Sul de Seattle 

  10. Salt Lake City - Utah - 195.000 Hab. - O Estado de Utah fica no Centro-Oeste americano, divisa com Nevada. 

 

Portanto, caso alguém pretenda se mudar, fazer negócios ou investir nos Estados Unidos, essas cidades importantes atualmente, segundo a Forbes. Obviamente, qualquer estratégia de investimento e diversificação de patrimônio deve atender a uma série de outros critérios de cada um. E é importante dizer que os Estados Unidos como um todo crescem relativamente bem atualmente e, por enquanto, vêm superando as expectativas do mercado e do presidente Donald Trump de crescer 3% ao ano.

 

Em várias dessas cidades, sobretudo na Flórida, conseguimos organizar muito bem um planejamento patrimonial de acordo com a necessidade e interesse específico de cada cliente. Consulte-nos.

 

 

Rodrigo Andrade

06/11/2017

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

8 meios de medir a atividade econômica nos Estados Unidos

August 17, 2020

1/5
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2017 by ANDRADE CÂMARA

  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Social Icon